Pr. Robson Marinho pede valorização ao ser humano

forum-especial - Com pastor Robson Marinho

Mais de 250 pessoas participaram na quinta-feira 13, na capital do país, num fórum especial de liderança, promovido pela Igreja Central de Luanda, tema “os desafios e soluções da liderança do século XXI. O evento contou com a participação de várias figuras eclesiásticas, empresariais e governamentais do país, com destaque para a deputada à Assembleia […]

Mais de 250 pessoas participaram na quinta-feira 13, na capital do país, num fórum especial de liderança, promovido pela Igreja Central de Luanda, tema “os desafios e soluções da liderança do século XXI.

O evento contou com a participação de várias figuras eclesiásticas, empresariais e governamentais do país, com destaque para a deputada à Assembleia Nacional e vice-presidente do MPLA, Luísa Damião.

Na ocasião, o presidente da União Nordeste de Angola Teixeira Mateus Vinte, disse na abertura do fórum que a Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) acompanha com atenção, a dinâmica da sociedade, por este facto, referiu, contribui com novos conceitos sobre liderança no actual contexto da humanidade.

O líder da Igreja Adventista assinalou que, um dos propósitos do encontro, é alertar aos líderes sobre a necessidade de tratar com amor e simpatia aos liderados.

“Precisamos alertar as instituições que o tempo de chefia está a terminar, nós temos que ter instituições viradas à liderança olhando com simpatia os seus liderados porque a liderança é valorizar as pessoas”, frisou.

Já, o palestrante docente universitário de Andrews, pesquisador e pastor adventista, Robson Marinho, em declarações à imprensa, disse que a liderança colectiva beneficia qualquer instituição, pois entende que, nos dias que correm, a liderança deve estar voltada para a valorização da pessoa humana.

”Os desafios do século XXI sobre liderança deve estar mais voltada na liderança colectiva que é servir as pessoas, desenvolver as pessoas e servir a comunidade, e ajudar as pessoas a desenvolver o seu potencial, o líder deve ser humanista e não autoritário”, reforçou.

Por: Josias Lucala


Deixe o seu comentário!

Precisa de ajuda?